domingo, 11 de dezembro de 2016

virrer

feliz. feliz com a morte dela que aí vem não tarda. que seja já hoje, queria que fosse mesmo agora mas aguardo que uns sininhos toquem. descobrir a felicidade no meio da tristeza é maravilhoso - descobrir que há vida para além da morte. morre, minha querida, morre depressa em sopro de contramão que não mereces virrer.

Sem comentários:

Enviar um comentário